WESLEY SAFADÃO. No Piauí, cantor se envolve em escândalo por alto cachê.





Prefeitura de São Pedro do Piauí, município localizado a 110 km de Teresina, foi impedida de contratar artista.


Wesley Safadão está envolvido em mais um escândalo. Isso porque a Prefeitura de São Pedro do Piauí contratou o cantor para fazer show durante o aniversário da cidade, no dia 20 de junho.


Contudo, a prefeitura foi impedida de seguir com o contrato com o artista depois que o Ministério Público julgou que não cabia que o órgão passasse um alto valor para que Wesley Safadão realizasse show na cidade.





O Ministério Público, inclusive, justificou a decisão dizendo o município enfrenta grande precariedade saúde, educação, saneamento básico e outros setores.

Qual o valor do cachê de Safadão?

O valor cobrado por Wesley Safadão à Prefeitura de São Pedro do Piauí foi de R$ 550 mil. O show, ainda segundo o contrato, duraria 1 hora e 20 minutos.

Na sentença o juiz também determina que a prefeitura não realize qualquer pagamento decorrente do que ficou acordado com o cantor. A medida inclui desde os R$ 200 mil, referente à primeira parcela do contrato que aconteceria neste sábado (30), aos gastos com montagem de palco, iluminação, som, recepção, alimentação e hospedagem.

“Não se quer aqui impedir a realização de evento festivo em alusão ao aniversário desta urbe, como bem observado pelo Ministério Público, pois se trata de decisão discricionária do chefe do Poder Executivo. Porém, existem inúmeros artistas que prestam serviços de qualidade por preços infinitamente menores que os aqui referidos”, destacou Ítalo de Castro.

Além do cancelamento do show, o município e chefe do Executivo devem, em até 24 horas, publicar no endereço eletrônico da prefeitura o aviso de cancelamento do show. Em caso de descumprimento da decisão, o prefeito José Maria de Aquino Júnior deve está sujeito a uma multa diária de R$ 10 mil.


CIDADE VERDE




Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem