Facção: adolescente de 15 anos é achada morta dentro de matagal em Teresina.


A menor de 15 anos teria sido vista pela última no Morro do Cego, uma das regiões da Vila Irmã Dulce e desde então foi dada como desaparecida.



O corpo da jovem de apenas 15 anos, Maria Camila Ferreira da Silva, foi encontrado nesta quarta-feira (27/04) por um casal que trabalha com extração de madeira na região do povoado Boquinha, na Zona Rural Sudeste de Teresina. Maria estava há quatro dias desaparecida e seus familiares iniciaram campanha nas redes sociais e junto à Imprensa no sentido de localizá-la.



A mãe da garota, inclusive, afirmou em diversas entrevistas que teria recebido imagens da filha sendo agredida por supostos faccionados.

“Eu ia passando e ia olhar uma lenha para um conhecido meu, eu ia direto, mas deu aquela vontade, por impulso de descer aqui, foi até no lameiro. Quando deu a lama nos meus pés voltei pra trás, aí desci aqui e quando desci avistei o corpo lá. Ela estava deitada com as pernas pro rio.




Aí eu digo: mulher tem uma pessoa bem aqui e ela tá morta. Ela disse: não acredito. Quando ela viu, já desceu chorando”,
disse o morador identificado apenas como Valdinar.

“O lenhador em seu relato disse que ficou nervoso ao encontrar o corpo da adolescente. “Eu falei: mulher, vamos sair daqui. Ia passando um carro, não deu para eu dar com a mão. Mais na frente encontrei três irmãos e contei. Eles vinham numas moto, desceram aqui, olharam e disseram: tá morta mesmo. Aí eu fui na delegacia”, contou.




A menor de 15 anos teria sido vista pela última no Morro do Cego, uma das regiões da Vila Irmã Dulce e desde então foi dada como desaparecida.

Ao ser encontrada hoje, policiais do 21º Distrito Policial e equipes do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) foram até o local, periciaram a cena e observaram marcas de violência no corpo da vítima, contudo, ainda não é possível precisar os objetos utilizados para o assassinato.

180 GRAUS




Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem